Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Em Camaragibe, Luiz Henrique sintetiza satisfação de jogar pelo CSA: "Sensação única"

Volante de 24 anos defendeu o Náutico no ano passado e já está em Pernambuco com a delegação azulina

Um dos reforços do CSA em 2022 é o volante/meia Luiz Henrique, de 24 anos, ex-Náutico. O jogador não foi anunciado oficialmente nas redes sociais do clube, porém já se juntou à delegação no CT do Retrô, na cidade de Camaragibe, interior pernambucano, para a pré-temporada.

Nesta segunda-feira (10), o atleta conversou pela primeira vez com a imprensa, revelando suas principais características e a admiração de poder ajudar o CSA, seu clube do coração, agora, como jogador.

Leia também

"Sensação única na minha carreira. Então, tô muito feliz com essa minha volta à Alagoas. Sou um segundo volante de origem, mas posso fazer o primeiro. Sou um jogador de muita marcação, que gosta de pisar na área e de recompor. E quanto tenho a oportunidade, (gosto) de tá sempre marcando", disse.

Henrique tem 24 anos, é natural de Maceió e torcedor do CSA. Cria do Náutico, o atleta foi vendido ao Moreirense, de Portugal, em 2019. Já na última temporada, ele defendeu o Timbu novamente em 26 partidas, mas não balançou a rede.

Para concretizar o vínculo, o CSA está apenas aguardando a chegada dos documentos do Cónegos. A equipe azulina vai disputar cinco competições este ano. Isto é, tem muitos compromissos até dezembro.


				
					Em Camaragibe, Luiz Henrique sintetiza satisfação de jogar pelo CSA: "Sensação única"
Luiz Henrique disputou 26 jogos pelo Náutico no ano passado. Marlon Costa/Pernambuco Press

O calendário, porém, nem sempre foi este. Houve momentos em que o CSA só disputava o Campeonato Alagoano e ficava o resto do ano sem jogar. O atual cenário estruturado, com um time competitivo e o sonho de mais títulos, é reflexo de profissionalismo por parte dos dirigente e jogadores.

Henrique revelou que acompanhou esse período da equipe, mas reiterou a satisfação de poder chegar no momento positivo. "Eu acompanhei essa reestruturação do CSA. O time não tinha nem base, divisão. Então, tô muito feliz de tá aqui, com o CSA dando suporte aos jogadores. To muito feliz de tá fazendo parte da família CSA."

Ainda, ele avaliou o primeiro contato com o novo elenco na pré-temporada. "Graças a Deus fui bem recebido por todos aqui. E a pré-temporada tá sendo bem dura, bem trabalhada. O professor Mozart já está implementando o seu trabalho para que a gente pegar toda a dinâmica (estilo de jogo)."

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas