Eliminados, ASA e Murici duelam para fugir da lanterna do grupo na Série D

Desde que se enfrentaram no primeiro turno, nenhum alagoano venceu na Série D

Um clássico do futebol alagoano será um pouco menos bem visto neste final de semana. Jogando no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, ASA e Murici fazem o confronto alagoano da Série D, válido pela 12ª rodada. O duelo está marcado para este domingo (22), às 16 horas. Já eliminadas, as equipes lutarão para não segurarem a lanterna do grupo.

Cenário

O clima é ruim dos dois lados, mas no ASA, a decepção é gigantesca, após ter sofrido uma contundente goleada para o Itabaiana, no último final de semana. O 4 a 1 para os sergipanos não apenas eliminou o clube arapiraquense, mas o deixou com sérios riscos de assumir a lanterna, em caso de resultado adverso dentro de casa, já que tem apenas seis pontos. O Gigante ainda não conseguiu nenhuma vitória como mandante no Nacional.

Do lado verde e branco dá para dizer que o clima é um pouco mais ameno. Apesar de ter apenas cinco pontos e estar na lanterna, o Murici vem de duas boas partidas, onde empatou com Itabaiana e Sergipe, deixando o clube com chances de largar a lanterna, em caso de vitória. Mesmo com os dois pontos conquistados, o Murici acumula 10 rodadas seguidas sem vencer.

Murici não perde a duas partidas e busca deixar a lanterna - Foto: Erivan Batista

No primeiro turno

Será a segunda partida entre ASA e Murici nesta edição da Série D. No primeiro turno, o clima era outro. O Verdão vinha de vitória e o Alvinegro em crise, por conta da Covid-19. No jogo, as coisas foram mornas até Marcelo, zagueiro do Gigante, marcar um gol de cabeça nos minutos finais, decretando a única vitória do time arapiraquense nesta Série D.

ASA

A equipe de Arapiraca passou por graves problemas antes mesmo de entrar em campo contra o Itabaiana. Alguns atletas se recusaram a viajar, porém, depois de falarem com a diretoria, foram para o jogo. Na partida, Zé Wilson até deu esperanças abrindo o placar, mas, na sequência, veio a goleada do Tremendão, que eliminou o time de vez.

Imediatamente após a eliminação, a diretoria do clube convocou uma reunião entre os diretores e os conselheiros do Gigante. Na reunião foi decidido o planejamento para o final da temporada 2021, onde o ASA jogará na Copa do Nordeste. No encontro, o atual técnico, Ademir Fonseca, foi convocado para ajudar o clube no planejamento para o futuro. Em 2022 o Fantasma voltará à Série D, além da Copa do Brasil e Alagoano.

Alvinegro se preparou no Coaracy, onde não venceu nenhuma partida na Série D - Foto: Ascom/ASA

Dentro de campo a história é outra, já que o clube ainda tem três partidas para realizar. Apesar de aceitar o convite para ajudar o ASA, Ademir Fonseca não é um nome confirmado, após o fim da Série D. Inclusive, quem comandará o time contra o Murici será Riva, assistente técnico. Sem divulgar desfalques e aproveitando a base, o Fantasma deve ir a campo com: Luiz Mach; Chiquinho Alagoano, Caíque Baiano (Éverton), Marcão (Marcelo) e Willams; Olívio (Caio), Johnnathann e Zé Wilson (Xande); Joanderson (Matheuzinho), Gabriel e Daivison (Wanderson).

Murici

Foram incríveis sete derrotas seguidas para o Murici voltar a pontuar na Série D. E os placares de empate contra Itabaiana e Sergipe vieram após a equipe mandar seus jogos no Estádio da Ufal, em Maceió. Para conseguir seus pontos, o time foi levado pelo atacante Igor Bahia, que já chegou a seis gols marcados nesta Série D.

Apesar do momento bom, o Verdão da Mata tem mudanças drásticas para o jogo deste domingo. Jadson Oliveira, técnico que comanda a equipe desde a metade do Alagoano, se acertou com a diretoria alviverde e deixou o clube em comum acordo. Sinval, ex-jogador do Verdão, é quem treina a equipe interinamente.

Igor Bahia vem sendo um dos destaques do Murici - Foto: Erivan Batista

Buscando a terceira partida sem perder, Sinval deve armar o time aproveitando atletas que voltam da quarentena. Entretanto, Guêba é desfalque confirmado, por estar suspenso pelo terceiro amarelo. Rodrigo Mucuri não joga, por ainda estar cumprindo a quarentena. O técnico interino deve jogar com a seguinte equipe: Luiz Fernando (Gustavo); Thiago Tauan, Carlos Henrique (José Vitor), Gabriel e Maykon; Edvaldo, Alisson e David; Luciano, Waldenrique (Edmar) e Igor Baiano.

Arbitragem

O árbitro principal virá do Norte, mais precisamente do Amapá, com Valdicleuson Silva da Costa (CBF-AP). Como assistentes, ele terá dois representantes alagoanos, com Ana Paula dos Santos (CBF-AL) e Ruan Luiz de Barros Silva (CBF-AL). O quarto árbitro também é da FAF: José Jaini Oliveira Bispo (CBF-AL).