Didira diz que CSA não vai se acomodar com vantagem na final do Alagoano

Meia elogiou elenco regatiano e também comentou a escolha do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães

Ninguém melhor para falar sobre Campeonato Alagoano do que o único alagoano que estará em campo. Didira foi o escolhido para conversar com a imprensa na tarde desta quinta-feira (18), no CT Gustavo Paiva.
Alias, o meia é o único titular do CSA que disputou a decisão do ano passado, mas ele destaca que isso já faz parte do passado. "Eu acho que não adianta ficar lembrando do passado, a palavra já diz tudo, está no esquecimento. Temos que pensar no presente e no futuro porque domingo temos mais uma decisão", comentou Didira.
Ele também falou sobre a seca de gols no Alagoano e disse que a posição que estava jogando influenciou nesse quesito. "Joguei em uma posição um pouco diferente e ficou difícil minha chegada na área, ficava complicado para fazer gol, mas espero que domingo eu possa fazer um grande jogo, independente de sair gol ou não, quero ajudar a equipe", disse o meia azulino.
Após quatro anos, o CSA chega ao segundo jogo com a vantagem e sobre isso, Didira foi enfático: o time marujo não irá se acomodar. "Quando se tem a vantagem, às vezes, você relaxa, acha que ela pode te garantir algo, mas nosso grupo está tranquilo. Sabemos que não podemos ficar esperando a equipe do CRB, conhecemos a qualidade dos jogadores que podem decidir, então não vamos pensar em empate até porque 1 a 0 não é um resultado que traz tranquilidade", enfatizou o jogador marujo.
Sobre a polêmica do momento, a escolha do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, Didira o elogiou e disse que o dono do apito está passível de erros assim como os jogadores. "Conheço o árbitro que vai apitar, é um cara que deixa o jogo rolar, não apita qualquer falta e o que estão falando deixo a critério da diretoria. Dentro de campo, temos que fazer nosso trabalho e ele que estará lá dentro, sabe o que vai fazer e se vier a errar depois verá as consequências. Então, estou tranquilo bem como a equipe e temos que jogar futebol apenas, mas ele poderá cometer erros assim como nós também podemos errar", finalizou o meia.