De Maceió para MG: jovem alagoano passa em peneira para time de vôlei de BH

Cauê, de 15 anos, conseguiu se classificar no time Praia Clube Sub-17, de Uberlândia

O estudante de Maceió Cauê Vinícius Mata, de 15 anos, passou oficialmente a integrar o time sub-17 de vôlei profissional do Praia Clube, de Uberlândia (MG). Nos dias 13 e 14 deste mês, o adolescente participou da última fase do processo para escolher os novos jogadores da equipe e foi um dos escolhidos durante a peneira.

À Gazetaweb, o atleta não escondeu a felicidade de ter conseguido realizar o sonho. "Quando eu cheguei lá no clube e vi a quadra, percebi que tudo aquilo que eu sonhava estava acontecendo, fiquei muito feliz e fiz a seletiva como se fosse um jogo para se divertir e consegui esse resultado tão incrível!", destacou.

Segundo Cauê, ao todo, foram 611 inscrições na seletiva e, aproximadamente, 30 atletas da categoria do Sub-17. No primeiro dia, ele foi para a seletiva do seu nível. Depois, a pedido do seu orientador, ficou na categoria Sub-19, para ver como seria o desempenho. No segundo dia, o alagoano foi avaliado na quadra, de forma coletiva, e conseguiu passar, juntamente com outros três atletas de fora de Uberlândia.

"Foi uma experiência única que eu nunca irei me esquecer, ver que o meu sonho está se realizando é muito gratificante, principalmente vendo que está vindo do meu esforço. Agradeço muito a todos que me apoiaram e me ajudaram nessa jornada, porque não foi fácil, mas eu fui com o pensamento positivo de dar certo e consegui", disse.

Luciano Andreson e Cauê Vinícius no avião embarcando para BH - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Na semana passada, o estudante do 9º ano do Ensino Fundamental II revelou o desejo de se tornar um profissional da modalidade esportiva. Ele disse também que passou dificuldades financeiras para conseguir custear a viagem. Porém, após criar site de arrecadação, obteve o valor suficiente de R$ 6 mil e viajou com o pai, Luciano Andreson dos Santos Mata.

Cauê tomou gosto pelo esporte durante o ensino médio, quando via sua irmã jogar. Este ano, ele competiu no Alagoano da categoria e, junto ao time local PEC, conquistou os primeiros lugares do estadual Sub-17 e Sub-19.

Maurício Borges fez questão de ligar e gratular Cauê pelo feito - Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

Ele treina com o time de vôlei de sua escola em Maceió e tem aulas com a mãe de um dos seus grandes ídolos, a técnica e jogadora Marilda Borges, mãe do campeão Olímpico Maurício Borges.

Durante a disputa, aliás, Luciano revelou que Borges, campeão olímpico no Rio, em 2016, e o ponteiro da seleção brasileira de vôlei, ligaram para parabenizá-lo e incentivá-lo.