Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

CSE perde em casa para o Jacuipense e deixa G4 na Série D

Tricolorido cria oportunidades, mas gol de pênalti no segundo tempo é fatal


				
					CSE perde em casa para o Jacuipense e deixa G4 na Série D
Partida teve grandes chances para as duas equipes. Reprodução/CSE

Em uma tarde de bom futebol no Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios, o CSE perdeu para o Jacuipense por 2x1, em confronto válido pela 5ª rodada do Grupo A4 da Série D do Brasileirão. Mesmo criando boas oportunidades, o Tricolorido teve dificuldades para balançar as redes e deixou o G4 diante do seu torcedor.

O CSE fez seu gol com Táta Baiano, no primeiro tempo. Já o Jacupa balançou as redes com Alex Galo e Matheus Firmino, de pênalti.

Leia também

O empate empurrou o Índio Xucuru de quarto para 6º lugar. Ainda com cinco pontos, o CSE foi ultrapassado pelo Petrolina e pelo próprio Jacuipense, que agora tem oito pontos e ocupa a terceira colocação, no grupo de classificados para a próxima fase.

Após duas partidas consecutivas longe de casa, o Jacupa volta a atuar em solo baiano no próximo sábado, dia 1º de junho, contra o Itabaiana. A partida acontece em Pituaçu, em Salvador-BA, às 15 horas. No domingo, dia 2, o CSE joga fora de casa contra o Sergipe, na Arena Batistão, em Aracaju.

RESUMÃO

As duas equipes começaram soltas, criando boas oportunidades. Porém, o Jacupa utilizou cruelmente a bola aérea. Com apenas 8 minutos, a bola foi alçada e, após bate rebate, Alex Galo apareceu no meio dos zagueiros, tocando para o fundo das redes palmeirenses dentro da pequena área: 1 a 0 para o Jacupa.

Com a desvantagem, o CSE ainda sofreu com lances de perigo. No entanto, em uma de suas poucas jogadas de ataque, Táta Baiano recebeu uma bola trabalhada e experimentou um foguete de longe, que foi direto no canto: 1 a 1, aos 18 minutos do primeiro tempo.

O duelo movimentado diminuiu seu ritmo com o fim do primeiro tempo, mas o Leão do Sisal continuou sendo perigoso. Na volta do intervalo, o CSE se soltou mais, utilizando muitas jogadas pelas pontas. As chances de ataque apareciam, mas o clube palmeirense finalizou mal. Com 20min, Táta apareceu cara a cara com o goleiro e tocou por cima do travessão.

Mesmo melhor, com 26min do segundo tempo, Ramos cometeu pênalti, na ponta esquerda da área. Matheus Firmino foi para a cobrança e colocou no canto, para dar vantagem ao Leão do Sisal: 2 a 1.

O gol foi um balde de água fria que deixou o CSE atônito. A equipe teve 20 minutos para buscar o empate, mas não teve qualidade. Com 50 minutos, Luiz Fernando acertou um balaço de fora e a bola explodiu no travessão. Mas não era dia do Tricolorido. Logo depois, o apito final soou, decretando a derrota por 2 a 1.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas