CSA encara Botafogo, no Rei Pelé, em busca da segunda vitória no returno da Série B 2021

Em quatro jogos no retorno de Mozart, Azulão venceu um contra o Londrina, por 2 a 0, no último sábado (18). Partida contra o Fogão começa às 19h

CSA e Botafogo se enfrentam nesta quinta-feira (23), às 19h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O Azulão chega motivado e confiante depois da vitória sobre o Londrina.

O Fogão bateu o Náutico e chegou a sete partidas de invencibilidade. Será o 12º confronto na história entre as equipes, separadas por 12 pontos, na 12ª e 3ª colocações, respectivamente.

Cenário

O CSA busca a segunda vitória seguida sob o comando de Mozart para respirar melhor na Segundona. O resultado positivo contra o Tubarão encerrou quatro jogos consecutivos sem vitória e deu um pouco de tranquilidade ao comandante para pensar o duelo contra os cariocas.

No Estádio do Café, Iury Castilho e Yuri marcaram os dois gols do triunfo, por 2 a 0. Aliás, o primeiro foi o principal personagem da partida, uma vez que deu assistência para o primeiro gol, marcou o segundo e sofreu pênalti na etapa final - Marco Túlio desperdiçou a cobrança.

Com gol de Luís Oyama e dois de Rafael Navarro, o Fogão derrotou o Alvirrubro, por 3 a 1, de virada, no Engenhão, no sábado (18). O clima na equipe não poderia estar melhor, pois tem 10 vitórias em 12 jogos - sendo cinco sucessivas -, marcou 19 gols e sofreu cinco, sendo o único 100% no returno e a quatro pontos do líder.

Ainda assim, o treinador Ederson Moreira mantém discurso humilde, prevê confrontos difíceis na sequência da competição e prefere focar jogo a jogo, seguir concentrado, com tranquilidade para construir uma vantagem no G-4 à medida que os jogos ocorrerem.

CSA

Mozart sabe dos pontos fortes do Fogão e do bom momento da equipe. Por outro lado, acredita que o CSA pode "enfrentar de igual para igual" o Bota, considerando o bom desempenho contra o Londrina.

Mozart gostou do desempenho do CSA contra o Londrina e vem com força máxima contra o Botafogo - Foto: Reprodução/ CSA TV

Outra razão da confiança é que o Azulão não tem nenhum desfalque do time titular. Os únicos são o atacante Dudu Beberibe e o lateral esquerdo Kevin, ambos em fase de transição.

Do time que jogou no sábado, o comandante pode mexer no ataque, já que tem à disposição Dellatorre, Nilson, Marco Túlio, Yago, Bruno Mota, Reinaldo e Aylon. O comandante ainda busca uma referência para o ataque. Renato Cajá se recuperou de lesão e é opção para entrar na etapa final, assim como aconteceu contra o Tubarão.

Na lateral direita, Cristovam deve começar jogando novamente e ser substituído por Éverton Silva no segundo tempo. À vista disso, uma provável formação do CSA para esta quinta tem: Thiago Rodrigues; Cristovam, Lucão, Matheus Felipe e Ernandes; Yuri, Geovane e Gabriel; Marco Túlio (Cajá), Iury Castilho e Nilson (Dellatorre).

Botafogo

Uma das razões que explicam a ascensão do Glorioso é o aumento de rendimento de alguns atletas, especialmente após a chega de Moreira em julho. O principal deles é o atacante Rafael, artilheiro da equipe, com sete assistências e nove gols, seguido de Chay, com oito.

Rafael Navarro foi um dos principais nomes botafoguenses em 2021 - Foto: Alexandre Durão

Vive, portanto, ótima fase com a camisa do Alvinegro e vai ajudar o Glorioso a buscar o acesso à elite do futebol brasileiro. Para a partida em Maceió, o comandante não conta com Pedro Castro e Joel Carli.

O primeiro sofreu lesão na panturrilha direita e vai ser substituído pelo volante Luís Oyama. Já Carli segue no Departamento Médico e Gilvan segue na zaga. Ainda, Gatito, Ronald e Romildo estão em fase de transição. A expectativa é pela estreia do lateral direito Rafael, ex-Manchester United, contratado com ajuda financeira do influenciar Felipe Neto e do humorista Marcelo Adnet.

Já no banco de reservas, Rafael Moura pode entrar no decorrer do jogo. No mais, a tendência é que o Botafogo repita a base titular que enfrentou o Náutico. Assim, uma provável escalação para esta quinta tem: Diego Loureiro; Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Carlinhos; Barreto, Pedro Castro e Chay; Warley, Marco Antônio e Navarro.

Arbitragem

O jogo será comandado pelo catarinense Heber Roberto Lopes (CBF-SC). Ele terá o auxílio dos assistentes Alex dos Santos (CBF-SC) e Éder Alexandre (CBF-SC), do quarto árbitro Marcio dos Santos (CBF-AL) e do árbitro de vídeo, Oliveira Leone Carvalho Rocha (CBF-GO).