CRB x CSA: duelo de gigantes começa a decidir quem vai levantar a taça

Azulinos não erguem a taça há 8 anos, enquanto regatianos, também desfalcados, lutam pelo bicampeonato na quinta final consecutiva

CRB e CSA entram em campo neste domingo (1) para o primeiro jogo da final do Alagoano, às 16h, no Estádio Rei Pelé, com cobertura total do Gazetaweb já a partir das 14h. Em campo, além da imensa rivalidade, o torcedor alagoano vai acompanhar um duelo recheado de ingredientes típicos à decisão de campeonato, reunindo, de fato, os melhores times da temporada. 
As duas equipes vêm pressionadas, e por razões distintas. O Azulão por não erguer a taça há oito anos - quando foi campeão sobre o ASA -, e o CRB em virtude das pouco convincentes atuações do time nos últimos jogos, o que praticamente faz do título uma obrigação para o atual elenco alvirrubro.
O CRB chegou à final do campeonato "aos trancos e barrancos". O time, que tem o maior investimento do futebol alagoano, ainda não mostrou o poderio técnico exigido pela torcida, sobretudo quanto a jogadores como Dakson, Marcos Aurélio e Neto Baiano, que ainda não rendem o esperado.
Para esta partida diante do CSA, o técnico Mazola Júnior não poderá contar com o zagueiro Gabriel e com o volante Matheus Galdezani, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Quem pode se juntar ao elenco é o lateral-direito Marcos Martins, que está voltando de lesão - o jogador deve ficar como opção no banco de reservas. Já Audálio e Olívio, que cumpriram suspensão automática, retornam ao time titular.

Galo quer 1ª vitória do ano sobre o CSA para abocanhar mais um título - Foto: FOTO: Aílton Cruz / Gazeta de Alagoas

A única dúvida do treinador regatiano é no setor de criação. Dakson e Marcos Aurélio têm se revezado na posição nos últimos jogos. Certo é que o garoto Luidy, que tem agradado o comandante alvirrubro, deve novamente começar "de primeira", fazendo a dupla de ataque com o artilheiro Lúcio Maranhão.
Já o Azulão, dono da melhor campanha do Estadual, também chega motivado. Retirado o peso da conquista das vagas nas copas do Brasil e do Nordeste, além de na Série D do Campeonato Brasileiro, o CSA chega chega aliviado à decisão do título - se levar a melhor, será o 38º em sua história.
E Oliveira Canindé tem o que comemorar, pois, terá a sua disposição o zagueiro Douglas, recuperado de lesão. Além disso, o artilheiro Luis Soares volta após suspensão automática. Em compensação, o treinador azulino deverá pedir cautela a boa parte de seus comandados, já que sete deles têm dois cartões amarelos: zagueiro Walter, laterais Hudson e Rafinha, meias Cleyton, Bismarck e Jean Cléber, e atacante David Denner. 

Azulão venceu dois dos três clássicos que disputou no Rei Pelé - Foto: FOTO: Aílton Cruz / Gazeta de Alagoas

Com o retorno de Douglas, Xandão deve voltar ao banco de reservas. O mesmo deverá ocorrer aos meias Cleyton e Bismarck, pois, David deve ganhar chance no time e Luis Soares vai reforçar na formação titular, conforme os treinamentos da semana no CT Gustavo Paiva, no Mutange. Com isso, Didira volta ao setor de criação, tendo mais liberdade para atacar.
Prováveis escalações
CRB: Juliano; Bocão, Diego Jussani, Audálio e Diego; Olívio, Somália, Rivaldo, Marcos Aurélio (Dakson) e Luidy; Lúcio Maranhão.
CSA: Jefferson; Henrique Choco, Leandro Souza, Douglas e Rafinha; Jean Cléber, David, Bismarck, Luis Soares e Didira; Rafael Oliveira.