CRB perde para o Goiás e conhece sua primeira derrota na Série B: 1 a 0

Com este resultado, Galo deixa o G4 da competição e agora ocupa a 5ª posição, com sete pontos

Desta vez não deu para o CRB. Em jogo contra o Goiás, no estádio da Serrinha-GO, nesta terça-feira (15), o Galo conheceu a sua primeira derrota na Série B, ao perder por 1 a 0 para o Esmeraldino. A partida foi válida pela 4ª rodada da competição nacional.

O gol do Goiás foi de Bruno Mezenga, na etapa inicial. Agora o time regatiano deixa o G4 e é o 5º colocado, com sete pontos; e os goianos estão agora no G4, em 3º lugar, com oito pontos. Clique aqui para ver o Tempo Real

O Galo volta a campo no sábado (19), quando visita o Vasco, em São Januário, às 16h30; enquanto o Goiás visita o Brasil de Pelotas, um dia antes, na sexta (18), no Bento Freitas, às 21h30.

1º Tempo

Não deu para o CRB, que saiu de campo com a derrota de 1 a 0 - Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

O CRB começou a partida marcando a saída de bola do Goiás, que tinha a total posse de bola. E o primeiro bom momento do Esmeraldino se deu aos 6 minutos. Em cobrança de falta de Elvis, a bola passou por cima da trave, mas muito perto. Aos 7 minutos de novo o Goiás assustou quando, em bobeira de Romão e Frazan, que se enrolaram na saída de jogo, Bruno Mezenga chutou e Diogo Silva salvou.

O jogo passava dos 15 minutos e o Goiás apertava a saída de bola do Galo, que tinha dificuldade de passar do meio de campo. Aos 17 minutos, o time goiano quase fez o primeiro. Hugo cruzou por baixo, Guilherme Romão furou, a bola sobrou com Bruno Mezenga, que chutou e Diogo Silva salvou mais uma vez. O Galo respondeu um minuto depois. Reginaldo cruzou para Hyuri, que não conseguiu alcançar a bola. E eis que, aos 21 minutos, veio o gol do Goiás. Elvis cobrou a falta na medida, na cabeça de Mezenga, que não vacilou e mandou bem de cabeça, no canto esquerdo de Diogo Silva: 1 a 0.

O Goiás quase fez o segundo gol aos 27 minutos. Elvis cobrou a falta com veneno e Reginaldo tocou, desviando pra trás e quase marcando contra. Aos 35min, Diego Torres cobrou a falta mandando na área do Goiás, mas Hyuri cabeceou desajeitado e facilitou o corte da defesa goiana. O jogo ia passando dos 40 minutos e o árbitro deu 3 minutos de acréscimos. E, sem mais emoções, o 1º tempo foi encerrado aos 48 minutos.

2º Tempo

CRB melhorou muito no segundo tempo, mas não conseguiu acertar no gol - Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

O Esmeraldino começou o 2º tempo pressionando a saída de bola do CRB, que assustou aos 6 minutos. Diego Torres chutou da entrada da área, com força, e o goleiro Tadeu espalmou, mandando pára fora. Aos 12 minutos, quase saiu o gol de empate: Alisson Farias cobrou escanteio, Hyuri desviou, mas a redonda foi pela linha de fundo. O Galo insistia em busca do gol e, aos 14min, Romão pegou a sobra, puxou para dentro e bateu bonito, mas viu Tadeu espalmar e salvar o Goiás.

O duelo chegava aos 20 minutos e o CRB era melhor nessa 2ª etapa, incomodando a defesa goiana. Teve uma boa chance quando Guilherme Romão tentou cruzar, a bola ganhou efeito e beliscou o travessão de Tadeu, assustando. Passando dos 30 minutos, o panorama do jogo não mudou: o CRB insistia na busca da igualdade e o Goiás, se fechou todo, para segurar o placar.

Aos 38 minutos, o Regatas chegou e assustou. Hyuri encheu o pé da entrada da área, obrigando Tadeu a fazer uma grande defesa. Aos 45 minutos, o Goiás respondeu com perigo. Ivan cruzou, Luas Dias recebeu na pequena área e finalizou, mas Diogo Silva fez um verdadeiro milagre, defendendo e salvando o Galo.

O árbitro decretou cinco minutos de acréscimos e, aos 49 minutos, encerrou a partida, com a vitória do Goiás, por 1 a 0, sobre o CRB.

Com a derrota, o Galo de Alagoas deixou o G$ e agora é o 5º colocado, com sete pontos - Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

Goiás - Tadeu; Apodi (Lucas Black), Reynaldo, David Duarte e Hugo; Madison (Ivan), Caio Vinícius e Elvis; Diego (Dadá), Alef Manga (Luan Dias) e Bruno Mezenga. Técnico: Pintado.

CRB - Diogo Silva; Reginaldo Lopes, Gum, Frazan e Guilherme Romão (Erik); Claudinei (Dudu), Jean Patrick e Diego Torres; Ewandro, Alisson Farias e Hyuri (Vitão). Técnico: Allan Aal.

Árbitro - Rodrigo Batista Raposo (CBF-DF).

Assistentes - Leila Naiara Moreira da Cruz (Fifa-DF) e Lehi Sousa Silva (CBF-DF).

Quarto árbitro - Rubens Paulo Rodrigues dos Santos (CBF-GO).