Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Com contrato renovado com o CRB, Ewerton Páscoa elogia manutenção do elenco para 2021

Zagueiro também afirma que não tem vaga garantida no time de Roberto Fernandes

Um dos remanescentes da temporada de 2020 e terminando o ano como titular na zaga do CRB, Ewerton Páscoa elogiou a postura do clube de manter uma base para a temporada atual. Segundo o jogador, esta situação facilita até para jogadores que estão chegando ao clube a se encaixar no elenco.

“A gente já tem uma espinha dorsal, uma base consolidada. Isso facilita até pra quem vai chegando, porque encontra um time que tem um padrão de jogo definido, que já conhece o Roberto (Fernandes, treinador). Com certeza, a gente sai na frente”, afirmou.

Leia também

Terminando o ano como titular ao lado de Gum, Páscoa afirmou que isso não garante a titularidade para 2021 com Roberto Fernandes. De acordo com o zagueiro, ele e Gum deverão mostrar serviço para continuarem nos onze iniciais.

“Vamos ter que trabalhar bastante, todos os dias, pra mostrar ao treinador que estamos em condição de ser titular. Saímos na frente porque terminamos jogando, sabemos que temos esse privilégio.Mas ninguém tem vaga cativa, então, temos que mostrar ao Roberto que estamos bem para começar o Alagoano como titulares”, disse o zagueiro.

Na má fase que o time viveu durante a Série B no comando de Ramon Menezes, Ewerton Páscoa foi um dos jogadores mais criticados pela torcida. No entanto, deu a volta por cima e terminou a temporada sendo elogiado. Segundo o atleta de 31 anos, sua experiência no futebol o ensinou a lidar com as críticas, que considera “normais” no esporte.

“Críticas e elogios são coisas naturais do futebol. Quando sou criticado, não me abalo, e quando sou elogiado não me empolgo. Sou um jogador com a cabeça no lugar. O Galo é um time de massa, mas estou acostumado. Minha vida inteira joguei Série A, Série B. Joguei em lugares com torcidas de massa. Sou muito experiente, sei lidar com as cobranças, acho muito natural. Nos últimos jogos terminei bem, a média de gols, ao lado do Gum, caiu muito”, destacou Páscoa.

Com a parada no futebol, por conta da pandemia da Covid-19, a temporada de 2020 se encerrou somente no fim de janeiro para os clubes da Série B, com a temporada 2021 se iniciando já no fim de fevereiro. Sobre o preparo físico, após uma temporada desgastante, Páscoa afirma que, no alto rendimento, todos devem estar preparados.

“Você sempre tem que estar bem. No futebol de alto rendimento, você tem que estar sempre bem. Acabou agora a temporada e já começa outra, a gente tem que mostrar resultado. Se não mostrarmos, estamos fora. Temos o Alagoano. Somos os favoritos, junto com o CSA. Sabemos dessa responsabilidade. Também estamos trabalhando para brigar forte pela Copa do Nordeste e trazer esse primeiro título para o Galo”, completou.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X