Com casos de Covid-19 e lesões CSA enfrenta o Botafogo-PB pela Copa do Nordeste neste domingo (30)

Pelo Nordestão as duas equipes sofrem com desfalques pela Covid-19, são 3 casos do lado alagoano e 4 do lado paraibano

A Copa do Nordeste começou estranha para o Azulão. Após perder para o Sousa, por 1x0, o clube agora irá enfrentar outra equipe paraibana e, desta vez, não pode perder, já que é o último colocado do Grupo A da competição.

O CSA recebe o Botafogo da Paraíba, no Estádio Rei Pelé, neste domingo (30), às 16h. A segunda rodada da fase de grupos vai pegar fogo no gramado da casa do futebol alagoano.

Cenário

As duas equipes chegam para a partida em situações diferentes. O Azulão, após a derrota para o Sousa, na primeira rodada do Nordestão, e o Belo com a primeira partida adiada, devido ao novo surto da Covid-19. O primeiro jogo do clube paraibano seria contra o Sergipe, porém, pelo menos 16 jogadores e cinco membros da comissão técnica da equipe sergipana foram contaminados e a partida foi adiada para o dia 2 de março.

CSA

O Azulão venceu pelo Alagoano o Jaciobá, por 5x0, na última quinta-feira (27), o que renovou os ânimos da equipe azul, dando um gás a mais para começar a vencer dentro de outras competições. O CSA divulgou uma nota do Departamento Médico, ainda na quinta (27), informando que o técnico Mozart, o meia Gabriel, o volante Bruno Paulista e o recém-contratado zagueiro Wellington testaram positivo para a Covid-19 e não estarão disponíveis para a partida.

Outro caso comentado na nota do clube é a situação do jogador Clayton, que teve uma lesão no joelho, durante a partida contra o Desportivo Aliança, pela primeira rodada do Alagoano, e precisará passar por uma intervenção cirúrgica para reparar algumas estruturas do joelho do atleta.

Outros três jogadores ainda se recuperam de lesões e estão afastados para recuperação. São eles: o atacante Bruno Mota, o volante Geovane e o também volante Gabriel Tonini. Os dois primeiros já estão em fase de transição, enquanto Tonini ainda se recupera da lesão no púbis. O zagueiro Werley retorna de lesão e já estará disponível para este confronto.

Outro atleta que está sob os cuidados do DM azulino é o atacante Dalberto. Ele apresentou uma contratura muscular na panturrilha esquerda e vai passar por um período de fortalecimento muscular para voltar aos trabalhos com bola. Ainda não há previsão de retorno.

Uma possível escalação do Azulão tem: Marcelo Carné; Douglas (Marcel), Denílson e Ernandes (Diego Renan); Giva (Cedric), Luiz Henrique e Yann Rolim (Marco Túlio); Lucas Barcelos, Didira e Rodrigo Rodrigues (Felipe Augusto).

Botafogo-PB

O Botafogo chega para a partida descansado, após uma pré-temporada menos corrida que a do oponente alagoano. O Belo pousa em Maceió desfalcado, já que quatro jogadores testaram positivo para a Covid-19: o volante Everton Heleno, o lateral direito Sávio, o meia Nádson e o atacante Leílson.

Destes, apenas Nádson já seria desfalque do Botafogo-PB contra o Azulão. O meia, que não participou dos amistosos da pré-temporada, permanece com um desconforto muscular na coxa e já não viria para a capital alagoana.

Com a primeira rodada do Nordestão adiada, o Belo tem a chance de chegar mais preparado e focado para a partida, como disse o volante Adriano, reafirmando o lado positivo do adiamento: “Para nós, o adiamento contra o Sergipe será mais um tempo para ganharmos entrosamento dentro dos gramados como equipe, para chegarmos bem mais preparados diante do CSA”.

Uma possível escalação do Belo tem: Luiz Carlos, Erick, Luiz Eduardo, Paulo Victor e Alessandro; Pablo, Adriano e Anderson Paraíba; Leilson, Siloé e Adilson Bahia.

Arbitragem

A partida será presidida por um trio baiano. O mestre do apito, advogado e árbitro principal será Ricarle Gustavo Gonçalves Batista (CBF-BA), que será auxiliado por Jucimar dos Santos Dias (CBF-BA) e por Luanderson Lima dos Santos (CBF-BA). O quarto árbitro será Jonata de Souza Gouveia (CBF-AL) e o analista de campo Charles Hebert Cavalcante Ferreira (CBF-AL).