Após virose, Yuri tem previsão de retorno às atividades no CSA

Médico do clube, Fábio Lima, falou sobre o que aconteceu com o atleta

Depois de desfalcar o CSA na última terça-feira (27), contra o Botafogo, em rodada atrasada da Série B do Campeonato Brasileiro, o volante Yuri deve ficar à disposição do técnico Ney Franco nos próximos dias. O jogador, assim como outros funcionários da equipe, apresentaram um quadro de virose, segundo o chefe do departamento médico do clube, Fábio Lima. Assim, foi vetado do confronto para não pôr em risco sua saúde.

"A gente teve algumas situações ao longo da semana com funcionários e uma parcela pequena de atletas no clube. Alguns tiveram náusea, outros com náusea e vômitos, e outros com náusea, vômitos e diarreia. Possivelmente é um período agora que tem a chegada desse enterovírus. Entre eles, o rotavírus é o principal agente desse tipo de situação. O Yuri foi um dos que tiveram esse quadro (doença viral) e, na verdade, desidratou. Esse foi o motivo para que a gente poupasse e não colocasse em risco a saúde do atleta", comunicou o médico.

Assim, Ney Franco utilizou o lateral Ewerthon na posição direita, no triunfo sobre o Vitória, o qual foi muito elogiado. Mas como o presidente do CSA, Rafael Tenório, disse que o Sport pediu a devolução do jogador na terça-feira (27), Yuri deve ser opção contra o Remo no domingo, uma vez que já se recuperou. As equipes entram em campo às 18h15 (horário de Brasília), no Estádio Baenão, pela 15ª rodada.

O jogador é fundamental no esquema tático da primeira linha defensiva, de marcação, pensado pelo treinador azulino. Também tem liberdade de sair jogando. Oficialmente é volante, mas já atuou na lateral direita contra o Operário, o Vasco e o Vitória. Pelo Azulão, disputou sete partidas, até então.