Após três jogos sem marcar, Dellatorre cresce no CSA na Série B e disputa a titularidade

Atacante anotou dois gols na goleada do Azulão, por 4 a 1 sobre o Brusque, e na derrota, por 3 a 1, diante do Goiás

Viver de altos de baixos faz parte da vida e do futebol. No CSA, o atacante Dellatorre se afastou da fase de instabilidade para a de esperança de gol nessa reta final da Série B do Brasileiro - restam oito partidas para o fim da temporada.

Depois de três duelos sem marcar, o jogador de 28 anos balançou as redes três vezes nos últimos dois jogos e vem ajudando a dar consistência ofensiva ao Azulão, e a aumentar o leque de opções na escalação do trio ofensivo, geralmente composto por Iury Castilho, Bruno Mota e Marco Túlio.

Contra o Brusque, o CSA venceu por 4 a 1, no Rei Pelé, em jogo válida pela 29ª rodada. O paulista, com experiência no futebol brasileiro e europeu, assinalou os dois tentos iniciais. Primeiro abriu o marcador em passe de Castilho. Depois, colocou o time marujo na frente novamente no fim do primeiro tempo após cruzamento de Didira - o Bruscão tinha empatado antes.

Dellatorre comemora primeiro gol do CSA contra o Brusque - Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Na rodada seguinte, contra o Goiás, na Serrinha, o Azulão jogo muito mal e perdeu por 3 a 1. Apesar da baixa, Dellatorre de novo deixou sua marca. Na metade da etapa final, Renato Cajá finalizou da intermediária, a bola desviou em Reinaldo e o atacante pegou a sobra para descontar.

O centroavante passou pelo Mirassol e Brasil de Pelotas, em 2020, antes de chegar no CSA, em fevereiro, para a temporada 2021. Até então, tem 44 jogos no ano: nove na Copa do Nordeste, dois na Copa do Brasil, nove pelo Campeonato Alagoano e 24 na segundona.

O atleta se destaca não somente como um centroavante fixo, mas, também, na criação de jogadas claras de gol, armação de contra-ataques e antecipação na disputa com os zagueiros.

Assim, conseguiu anotar seis gols. Os outro três vieram nas vitórias sobre a Ponte Preta (2 a 1) e Confiança (2 a 0), e no empate com o Vila Nova (1 a 1). O CSA é o 8º colocado, com 45 pontos, e enfrenta o Operário, 15º, no sábado (23), às 19h (de Brasília), no Trapichão, pela 32ª rodada.