Na luta contra a degola, CSA vence o Tombense, mas segue no Z4 da Série B: 2 a 0

Azulão continua na 17ª posição na tabela e fez seus gols com Élton e Lucas Barcelos, ambos no primeiro tempo

Em jogo nesta segunda-feira (26), o CSA conseguiu uma importante vitória sobre o Tombense, em jogo isolado que fechou a 31ª rodada da Série B do Brasileiro. O confronto foi disputado no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

Os gols do Azulão, que dominou a partida e teve mais volume de jogo, ao menos no primeiro tempo, foram de Élton e Lucas Barcelos, ambos na etapa inicial. Detalhe: este foi o 11º gol de Barcelos com a camisa azulina. Veja como foi o Tempo Real!

Mesmo com este resultado, o Azulão segue na 17ª posição, ainda no Z4, com 35 pontos, ao menos até o início 32ª rodada, quando enfrentará o Guarani, precisando vencer, que também tem 35 pontos e ocupa a 16ª posição, por ter uma vitória a mais. Enquanto isso, o Tombense do ex-técnico azulino Bruno Pivetti, ocupa o 12º lugar, com 40 pontos.

Pela 32ª rodada, Azulão e Gavião voltam a campo ainda nesta semana. O time azulino na sexta-feira (30), de novo no Rei Pelé, onde recebe o Guarani, às 19 horas. E o time mineiro joga um dia antes, na quinta-feira (29), em casa, no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé-MG, contra o Novorizontino, também às 19 horas.

Momento do golaço de Elton - Foto: Ailton Cruz

1º Tempo

O CSA foi quem começou indo ao ataque, claro, pois precisava desesperadamente de uma vitória, e tentava as primeiras ações. No entanto, o time azulino parecia que estava ansioso, com muita pressa, querendo resolver logo o seu problema na partida, que passava dos 5 minutos. Enquanto o Tombense tentava chegar ao ataque.

Aos 9 minutos, o CSA tentou fazer uma jogada pela direita, mas o chute foi travado por Joseph. Só que o lance já estava parado pela arbitragem, por impedimento. Aos 13 minutos, foi a vez de Diego Renan perder uma boa chance, na hora do chute, mas esse também foi paralisado, por estar impedido.

O jogo chegava aos 15 minutos e o time azulino começou a crescer em campo. Aos 14min, por exemplo, Élton recebeu o cruzamento rasteiro de Osvaldo, deu um chute, de carrinho, e viu a bola quase beijar a trave esquerda do goleiro do Gavião. Aos 16', o Azulão assustou. Osvaldo recebeu na entrada da área, girou e finalizou, mas a bola, que perdeu altura, foi à direita do gol do Tombense.

Só dava CSA no ataque, isso com a partida passando dos 20 minutos, e os jogadores seguiam ansiosos, nervosos. Aos 23min, após um bate-rebate, a bola sobrou para Lucas Barcelos, que finalizou da entrada da área e viu a bola passar pertinho do gol de Felipe Garcia. O time azulino pressionava em busca do gol e assim o tempo passava e o cronômetro passava dos 30 minutos.

Com o jogo chegando aos 35 minutos, o CSA tinha a posse de bola e dominava a partida, mas o problema era que, quando a redonda chegava na área, não havia finalização proveitosa. Por outro lado, o Gavião tentava chegar nos contra-ataques. E exatamente aos 35' veio o gol do Azulão: um golaço! Élton, após toque de cabeça, bateu de voleio, dentro da pequena área, e a pelota acabou entrando no ângulo, sem chances para Felipe Garcia: 1 a 0.

E aos 39 minutos veio mais um gol do CSA, que já merecia, por estar melhor na partida. Lucas Barcelos recebeu de Osvaldo, do lado direito, e mandou de primeira para o fundo da rede, com força. E o goleiro nada pôde fazer: 2 a 0 para o Azulão, levando a torcida à loucura, que compareceu em bom número ao Rei Pelé.

Aos 46 minutos, quase veio o gol do Tombense, quando David cruzou para a área, Emerson cabeceou na segunda trave e Paulo Ricardo fez uma boa defesa. Na sobra, Ciel finalizou de frente para o gol, mas a redonda foi na rede pelo lado de fora. O árbitro já tinha determinado 2 minutos de acréscimos e, aos 47 minutos, ele encerrou a primeira etapa.

CSA foi superior ao Tombense na etapa inicial - Foto: Ailton Cruz

2º Tempo

No início da segunda etapa, o Tombense passou a ir mais ao ataque, pois precisava ir em busca do gol. Mas foi o CSA que começou dando um susto no adversário, com 1 minuto de bola rolando. Lucas Barcelos recebeu a pelota de Yann Rolim, dentro da área, mas na hora de chutar acabou finalizando para fora.

Aos 6 minutos, peça importante no CSA, Lucas Barcelos caiu no gramado, machucado, com uma fisgada na coxa direita, e recebeu atendimento médico, sendo substituído em seguida por Edson, lateral esquerdo. O jogo passou a ficar morno, chegando à marca de 15 minutos, com o Azulão satisfeito com o resultado e o Tombense tocando mais na bola, mas sem levar perigo.

Chegando aos 18 minutos, as duas equipes passaram a fazer substituições e a partida ficava monótona com as paradas. O CSA já não estava com o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Aos 23', quando arriscou, Rogério recebeu uma bola da lateral e, pelo meio, tentou bater de fora da área, mas a redonda passou pelo lado do gol, em tiro de meta para a equipe mineira.

Aos 29 minutos, em tentativa azulina, Gabriel recebeu a bola dentro da área e finalizou, mas Joseph travou o chute e ela ficou com o goleiro Felipe Garcia, evitando o que poderia ter sido o terceiro gol do CSA, que estava muito acomodado na partida, conformado com o resultado, até então.

Aos 31', foi Lucas Marques, do time alagoano, que apareceu no ataque e finalizou, de fora da área, e viu a bola passar com perigo, pela linha de fundo. A partida, que estava morna, continuou desta forma, chegando aos 35', e com mais substituições feitas na duas equipes, por seus respectivos treinadores.

Aos 39 minutos, o Tombense quase fez o primeiro gol. Após um cruzamento da direita, a bola foi desviada no primeiro pau, mas ninguém chega para mandar para as redes, para alívio do CSA e, assim, o duelo se encaminhava para os 40 minutos.

O árbitro decretou 4 minutos de acréscimos, quando o relógio marcava 45 minutos. E quando o jogo chegou aos 49 minutos, ele encerrou o confronto, decretando a vitória do CSA, por 2 a 0.

Mais comemoração do CSA com a importante vitória conquistada sobre o Tombense - Foto: Ailton Cruz

Ficha Técnica

CSA - Paulo Ricardo; Lucas Marques, Guilherme Paraíba, Lucão e Diego Renan; Geovane, Yann Rolim (Lourenço) e Gabriel (Giva Santos); Lucas Barcelos, Osvaldo (Rogério) e Elton (Rodrigo Rodrigues). Técnico: Roberto Fernandes.

Tombense - Felipe Garcia; David (Diego), Ednei, Joseph e Emerson Barbosa (Manoel); Rodrigo, Jean Lucas e Nenê Bonilha (Keké); Everton, Kleiton (Caíque) e Ciel (Matheus Frizzo). Técnico: Bruno Pivetti.

Árbitro - Maguielson Lima Barbosa (CBF-DF)

Assistentes - Alessandro Álvaro Rocha (Fifa-BA) e Daniel Henrique da Silva (CBF-DF)

Quarto árbitro - Jonata de Souza Gouveia (CBF-AL)

VAR - Daiane Caroline Muniz (Fifa-SP)

Assistente de VAR - Fabrício Porfírio de Moura (CBF-SP)

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p