CSA: Daniel Kaminski diz que busca "um ou dois reforços"

Diretor Executivo de Futebol ainda confirmou procura do Azulão pelo meia Diego Torres, mas situação do atleta dificulta negócio

Na noite desta terça-feira (13), o Bola Quente contou com a presença especial do Executivo de Futebol do CSA, Daniel Kaminski. O diretor foi entrevistado pelos membros do Timaço na Gazeta 94.1 FM e falou um pouco de tudo: reforços, Diego Torres, momento do Azulão e muito mais. Quem também esteve no programa com o dirigente foi o superintendente de futebol azulino, o major Aldo Dantas.

A questão de novas contratações é o que mais preocupa a torcida azulina, que pede por reforços quase que diariamente. Daniel confirmou a busca do clube por, pelo menos, mais um ou dois nomes.

"Vamos conseguir [trazer jogadores] porque temos camisa. Nosso alvo tem sido a Série B, mas a janela de contratação não tem ajudado muito. Lá na frente, quando a gente passar de fase, vamos ter condições melhores de contratar. Hoje, a gente busca uma peça ou duas para reforçar o ataque, uma posição carente no time. Com perfil vencedor, que esteja em atividade", disse o dirigente.

Inclusive, um dos nomes deve ser anunciado na próxima sexta-feira (16), ao menos foi o que disse o major Aldo Dantas, à reportagem da Gazetaweb. "Na sexta (16) a gente deve anunciar o atacante de beirada. É o que a gente espera", afirmou.

A janela de transferências da Série B abre apenas na metade de julho e alguns jogadores podem buscar destinos na Segundona. Por isso, é difícil para o Azulão no momento, além da questão financeira, disse Kaminski, acrescentando que pode ser um meia que jogue ofensivamente.

Porém, um nome que tem sido muito forte entre os rumores: o do meia Diego Torres, ex-CRB e que hoje atua no Vitória. O executivo não escondeu que o CSA buscou o atleta, mas afirmou que ele ainda espera alguma oportunidade na Série B, quando a janela abrir e que valores também impediram a vinda de Torres.

"A gente está trabalhando todos os dias, até muito tarde, tentando fechar o quanto antes com alguém. Tentamos muito o Diego Torres. Diego Torres interessa a todos os times da Série C. Estamos tentando há alguns dias. Mas o patamar financeiro é muito alto. Mas, ele quer aguardar a janela, ver o que tem na Série B. Só vamos saber se vai ser real no momento da abertura da janela".

Outra posição buscada pelo diretor é de um ponta de velocidade, um atacante mais rápido. Inclusive, foi colocada como prioridade no mercado.

"A gente precisa ser mais efetivo [para contratar um ponta]. Precisamos achar esse atleta, que é difícil no mercado, está todo mundo atrás. Tem time da Série B que tem oito no elenco. Temos feito bastante contatos para essa posição, um atacante de beirada. Prioridade um". "Um meia que possa ser um pouco mais ofensivo, que a bola chegue mais no ataque. E também é uma posição difícil de achar e caro".

Major Aldo Dantas (dir), superintendente de futebol do CSA, também compareceu ao Bola Quenteet - Foto: Fernanda Medeiros

Sobre sua chegada

Saindo do campo das negociações, Kaminski também comentou sobre sua chegada, que aconteceu há exatos dois meses, em 13 de abril.

"A gente tenta ser o mais transparente possível. O CSA é um time enorme e não teria sentido se não fosse a torcida. Temos que explicar o que está acontecendo, quais são os planos. A gente quer muito o acesso. Essa mudança para o CT vai representar o início de uma nova era".

Daniel Kaminski fez questão de tranquilizar o torcedor, mesmo que as recentes atuações do Azulão não venham sendo tão primorosas.

"Eu entendo o torcedor, a gente está correndo atrás para poder melhorar e alcançar o acesso. Estamos trabalhando muito todos os dias, é um campeonato muito difícil, ingrato. O objetivo sempre vai ser trabalhar para o CSA voltar onde deve estar. Eu sinto que a torcida está muito magoada, triste. Temos que resgatar esse amor pelo clube".

Sobre os rumores da possível saída do técnico Vinícius Bergantin, o superintendente de futebol garantiu que o treinador segue no comando da equipe azulina. "Essa história de demitir treinador é coisa de a-favor-contra! Como vamos demitir um técnico que tem um saldo positivo no time?", disse Aldo Dantas.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p