CRB perde para a Ponte Preta, na despedida da Série B de 2023: 3 a 0

Já tranquilo na tabela, Galo jogou em ritmo de despedida; já a Macaca, com esse ótimo resultado, livrou-se do rebaixamento

O CRB se despediu oficialmente da temporada 2023, neste sábado (25), pela Série B, com uma derrota, por 3 a 0, para a Ponte Preta, que brigava contra o rebaixamento e se livrou com esta vitória. A partida, em ritmo de amistoso para o Galo, que não tinha mais ambições na tabela, foi disputada no Moisés Lucarelli, em Campinas-SP, pela última rodada da Segundona.

Detalhe: o time alagoano jogou com um homem a menos desde os 12 minutos da etapa inicial, já que Fábio Alemão foi expulso. Pablo Dyego, ex-CRB, fez dois gols para o time de Campinas, um em cada tempo. E Paul Villero fez o terceiro, também na etapa final.

Com este resultado, o CRB, que entrou em campo com um time recheado de reservas, encerrou a competição em 9º lugar na tabela, com 57 pontos. Quanto à Macaca, livre da degola, terminou a sua participação com 42 pontos, na 15ª posição. Veja no YouTube da Gazeta!

Agora o Galo vai se preparar visando ao próximo ano, com a contratação de reforços e a renovação de atletas que já se encontram no elenco. O técnico Daniel Paulista, por exemplo, já renovou o seu vínculo com o Alvirrubro. Assim também fará a equipe de Campinas, tudo de olho em 2024.

CRB e Ponte em última partida da Série B 2023 - Foto: Marcos Ribolli/PontePress

1º Tempo

Quem começou assustando foi o CRB, aos 2 minutos. Leo Pereira bateu cruzado e Caíque França afastou de forma parcial. Na sequência, a defesa da Macaca apareceu bem e tirou o perigo dali. O tempo passava, chegando aos 5 minutos, e o CRB trabalhava no meio-campo.

A Ponte arriscou aos 8 minutos. Felipinho recebeu o passe de Felipe Amaral, mandou de longe, à direita do gol de Júlio César, mas foi só em tiro de meta. Aos 12min, um castigo para o CRB. Por falta dura em cima de Pablo Dyego, evitando bom ataque do atacante da Ponte, Fábio Alemão, do Galo, recebeu o amarelo. O árbitro verificou o lance no VAR e acabou dando o vermelho para ele.

Passando dos 15 minutos, a Macaca trocava passes na defesa. Aos 17', Mailton, da Ponte, recebeu a bola com espaço, cruzou na área do CRB, mas Falcão cortou. Mas eis que aos 20 minutos a Ponte conseguiu o gol tão sonhado. E foi de Pablo Dyego, ex-CRB. Ele recebeu um lindo passe de Jeh, invadiu a área regatiana e bateu cruzado, guardando no fundo da rede: 1 a 0.

Aos 25 minutos, de novo Pablo Diego assustou. Após boa jogada de Mailton, ele mandou de cabeça, de peixinho, mas a bola tocou na rede pelo lado de fora. O fato era que a Ponte Preta dominava as ações no primeiro tempo, jogava com mais tranquilidade e controlava a posse de bola. Enquanto o Galo parecia estar jogando em ritmo de férias.

Quase o Galo chegou ao empate, aos 33min. Léo Pereira recebeu o lançamento, ficou cara a cara com Caíque França e bateu, mas o goleiro da Ponte salvou com o pé esquerdo. A Macaca teve uma falta boa em seu favor, aos 37 minutos. Elvis cobrou, encobrindo a barreira, mas foi por cima do gol de Júlio César. O jogo chegava aos 40 minutos, o CRB ficava com a posse de bola e a Ponte bem fechada.

Em uma tentativa do CRB, aos 45', em cobrança de falta, Guilherme Romão pegou distância, bateu com muita força e acabou mandando longe do gol, apenas em tiro de meta. O árbitro determinou incríveis 7 minutos de acréscimos e, aos 52 minutos, o 1º tempo foi finalizado com a Ponte à frente no placar: 1 a 0.

Mais de Ponte Preta x CRB, pela Série B 2023 - Foto: Marcos Ribolli/PontePress

2º Tempo

Nem bem começou o segundo tempo e veio logo o gol. E foi da Ponte, o segundo da Macaca, com 1 minuto de bola rolando. Pablo Dyego recebeu o passe de Artur dentro da área do CRB, ajeitou e só fez bater forte, de esquerda. A bola passou pelo goleiro Júlio César e foi morrer no fundo da rede de Júlio Cesar. Foi o segundo gol do atacante no jogo: 2 a 0.

Em tentativa regatiana, aos 5 minutos, Matheus Ribeiro chegou à linha de fundo e bateu cruzado, mas o goleiro Caíque França encaixou, ficando com a pelota. Aos 11 minutos, o Galo tentou mais uma vez. Rafael Longuine chutou do meio da rua, mas mandou a bola muito longe do gol da Ponte.

Depois que fez o segundo gol, a Ponte ficou bem mais tranquila em campo e tirou um pouco o pé do acelerador. E, assim, o jogo se aproximava dos 15 minutos. A Macaca teve uma falta em seu favor, aos 16 minutos. Na cobrança rápida, Pablo Dyego foi lançado, escorou de cabeça e Jeh, sozinho, finalizou, mas a redonda foi por cima do gol de Júlio César.

Aos 20min, em tentativa regatiana, Léo Pereira recebeu nas costas da defesa da Macaca, dominou e bateu rasteiro, mas viu Caíque França tirar com o pé. No entanto, a jogada de ataque do Galo foi marcada como impedimento pelo assistente. Aos 24', Igor Torres, que tinha acabado de entrar na Ponte, penetrou na área do CRB, Lucas Lima travou na bola e o atacante da Macaca ficou caído pedindo pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

Chegando aos 30 minutos, o CRB girava a bola no campo ofensivo. Longuine lançou para Matheus Ribeiro na linha de fundo, o jogador do Galo cruzou na área alvinegra, mas Castro tirou o perigo, de cabeça. Aos 32', em nova tentativa regatiana, Bruno Silva recebeu belo passe de Longuine, chutou de perna canhota e a bola foi no travessão de Caíque França.

A Ponte Preta ainda fez o terceiro gol. Aos 37 minutos, Paul Villero roubou a bola de Matheus Ribeiro, se mandou na velocidade pelo lado esquerdo e tocou por baixo, na saída de Júlio César, ampliando a vantagem e garantindo a permanência da Macaca na Série B: 3 a 0.

A Macaca queria mais e chegou a fazer o quarto gol aos 44 minutos, com Igor Torres. Mas, após o lance ser analisado pelo VAR, o árbitro acabou anulando, marcando impedimento na jogada. E, aos 48 minutos, com os acréscimos dados, a partida foi encerrada.

Ficha Técnica

Ponte Preta - Caíque França; Maílton, Castro, Fábio Sanches (Thomas Kayck) e Artur; Felipinho (Wesley Fraga), Felipe Amaral, Ramon Carvalho e Elvis; Pablo Dyego (Paul Villero) e Jeh (Igor Torres). Técnico: João Brigatti.

CRB - Júlio Cesar; Matheus Ribeiro, Saimon, Fábio Alemão e Guilherme Romão; Falcão, Lucas Lima e João Paulo (Longuine); Mike (Bruno SIlva), Léo Pereira (Renato) e Rômulo (Ramon Menezes). Técnico: Daniel Paulista.

Árbitro - Leandro Pedro Vuaden (CBF/RS).

Assistentes - Lucio Beiersdorf Flor (CBF/RS) e Fabio Pereira (CBF/TO).

Quarto árbitro - Lucas Guimarães Rechatiko Horn (CBF/SP).

VAR - Daniel Nobre Bins (VAR-FIFA/RS).

Assistente do VAR - André da Silva Bitencourt (CBF/RS).

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p