Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > ECONOMIA

Vendas de veículos acumulam alta de 37,61% no 1º bimestre em Alagoas

Comercialização de motocicletas aumentou mais de 45%


				
					Vendas de veículos acumulam alta de 37,61% no 1º bimestre em Alagoas
Em números absolutos, foram vendidos 763 veículos a mais entre um mês e outro. ARQUIVO GA

As vendas de veículos novos acumulam alta de 37,61% em Alagoas no primeiro bimestre deste ano, de acordo com levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). A alta aferida em Alagoas é maior que a nacional, que ficou em 25%. Em Alagoas, os veículos comerciais leves são que os puxam o crescimento, com avanço de 51,24%.

As motocicletas aparecem em segundo lugar nas vendas em Alagoas, com aumento de 45,91%. Já os automóveis conhecidos como veículos de passeio tiveram aumento de 19,69%. Na contramão, os segmentos de implementos rodoviários (-43,75%), ônibus (-36%) e caminhão (7%) registraram queda em Alagoas no bimestre.

Leia também

Na comparação somente de fevereiro deste ano com o mesmo mês do ano passado, a alta geral é de 51,59%. As motos então tomam a liderança do crescimento, com avanço de 68,06% nas vendas. Os comerciais leves venderam 51,25% a mais em fevereiro.

Em todo o Brasil, o 1º. bimestre deste ano começou acelerado para a maior parte dos segmentos automotivos. Com aumento de, aproximadamente, 25% nos emplacamentos de veículos nos dois primeiros meses de 2024 sobre igual período de 2023.

Segundo a Fenabrave, que representa 7.400 concessionárias, houve alta de 14,6% nas vendas diárias de veículos, considerando todos os segmentos, uma vez que fevereiro teve 19 dias úteis contra 22 em janeiro. “Notamos uma recuperação geral, nas vendas diárias da maior parte dos segmentos, o que aponta para um ano positivo”, avalia Andreta Jr., presidente da FENABRAVE, que complementa: “São resultados consistentes para os segmentos de maior volume, o que nos deixa otimistas. Temos indicativos econômicos e setoriais que mostram uma conjuntura positiva para esse ano, especialmente, pela redução das taxas de juros e um ambiente mais favorável à oferta de crédito e, portanto, à maior disponibilidade de recursos para financiamentos de veículos”, explica.

Ao todo, foram comercializados mais de 641 mil veículos no período. Apenas em fevereiro, houve uma alta de 18,2% nas vendas diárias dos segmentos — que incluem carros, caminhões, ônibus e motos.

Os emplacamentos de autos e comerciais leves híbridos atingiram volume de 6.812 unidades no mês de fevereiro e 14.480 no total do bimestre. “O resultado é mais baixo que o de janeiro, mas a categoria acumula alta no 1º bimestre de 2024 e em relação a fevereiro de 2023”, analisa o presidente da Fenabrave.

Já os elétricos puros acumulam 7.995 unidades no ano, com 3.639 emplacamentos em fevereiro. Andreta pontua que é um segmento ainda em formação, com bons percentuais de elevação, mas ainda baixos volumes, na comparação com os híbridos e movidos à combustão.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas