Alagoanos já pagaram R$ 10,5 bilhões em impostos este ano, aponta levantamento

No ano passado, essa marca só foi atingida no dia dez de dezembro, ou seja, quase 60 dias depois, segundo os cálculos do Impostômetro

Os alagoanos já pagaram R$ 10,5 bilhões de impostos do dia primeiro de janeiro até às 19h desta quinta-feira (14), segundo cálculo do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). No ano passado, esse valor só foi atingido no dia dez de dezembro, ou seja, quase dois meses depois.

A associação considera como base de cálculo os impostos federais - como o Imposto de Renda -, estaduais (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços e Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, entre outros) e municipais (Imposto Sobre Serviços e Imposto Predial e Territorial Urbano, entre outros). Além disso, o levantamento incluem taxas, multas e contribuições.

De acordo com o economista da Associação Comercial, Ulisses Ruiz de Gamboa, a antecipação do registro quase 60 dias neste ano deve-se a duas explicações básicas: a retomada econômica e a alta da inflação. “A retomada da atividade econômica, devido ao avanço da vacinação, é um dos principais fatores que levaram ao aumento do valor pago em impostos”.

Na capital, segundo os dados da Associação Comercial, os contribuintes já desembolsaram R$ 468 milhões de impostos este ano. Ao contrário da arrecadação estadual, no mesmo período do ano passado, Maceió já tinha arrecadado R$ 712 milhões.

Em nível nacional, os brasileiros já pagaram R$ 2 trilhões em impostos desde o início deste ano. O valor foi atingido nesta quarta-feira (13). Ulisses Ruiz também destaca que a aceleração da inflação, que incide sobre maior parte dos preços de bens e serviços, contribuiu para o aumento na arrecadação.