Eva Wilma estuda texto de novo filme em UTI do Hospital Albert Einstein em SP

Atriz de 87 anos está internada para se tratar de problemas cardíacos e renais

Internada no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, a atriz Eva Wilma, de 87 anos, não parou de trabalhar. Em post publicado por sua equipe em uma rede social na noite de segunda-feira (19), Eva aparece estudando o texto para gravar o filme "As Aparecidas".

A atriz está internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da unidade de saúde desde quinta-feira (15), para tratamento de problemas cardíacos e renais. De acordo com boletim médico divulgado nesta terça-feira (20), ela segue estável, com consciência e respirando espontaneamente.

"Boa noite. Como saíram notícias na imprensa vimos por bem atualizar por aqui. Esta foto é de ontem, na UTI do Einstein, necessária por conta de intervenção não invasiva, para sua segurança e conforto. Ensaiando para gravar um 'off' para o filme 'As Aparecidas', cujas filmagens foram interrompidas por conta do momento. Foi gravado ali mesmo e depois finalizaremos em estúdio", afirma o texto do post.

O filme "As Aparecidas", de Ivan Feijó, tem Eva Wilma, Norma Blum, Neusa Borges, Karin Rodrigues e Miriam Mehler no elenco. Na história, a personagem de Eva, Otília, se junta às amigas de infância para uma peregrinação para a cidade de Aparecida, em São Paulo.

"Quem tem a arte na veia sabe que 'o show tem que continuar'. O trabalho é vida. Como diria Gonzaguinha, 'um homem sem trabalho não tem honra, e sem a sua honra se morre, se mata'. Eva sempre lúcida. Sairá melhor. Está muito bem cuidada pelo seu cardiologista Cláudio Cirenza e pelo seu clínico @zeballos59. Agradecemos as orações, e que se estendam para todo nosso povo. Em breve estaremos juntos, com muito amor e fé", termina o texto da publicação.