Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > diversão & variedades > CINEMA

Autor de “Game of Thrones” critica adaptações de livros para séries

George R. R. Martin compartilhou sua opinião por meio de seu blog pessoal


				
					Autor de “Game of Thrones” critica adaptações de livros para séries
George R. R. Martin, autor de “Game of Thrones”. Jeff Kravitz/FilmMagic for HBO

George R. R. Martin, autor de “Game of Thrones” relatou não estar muito satisfeito com as adaptações audiovisuais de suas obras. O criador da produção que inspirou a série de sucesso, compartilhou a sua opinião por meio de seu blog pessoal.

O assunto veio à tona em uma conversa que George teve com o autor britânico Neil Gaiman, em 2022, enquanto ambos estavam em um evento conjunto em Nova York, nos Estados Unidos.

Leia também

“Tudo isso foi em 2022, mas muito pouco mudou desde então. Na verdade, as coisas pioraram. Para onde quer que você olhe, há mais roteiristas e produtores ansiosos para pegar grandes histórias e ‘torná-las suas'”, escreveu.

“Não importa quão importante seja o escritor, não importa quão grande seja o livro, sempre parece haver alguém por perto que pensa que pode fazer melhor, ansioso para pegar a história e ‘melhorá-la’. ‘O livro é o livro, o filme é o filme’, dirão, como se estivessem dizendo algo profundo. Então eles fazem a história deles”, acrescenta em sua reflexão.

O escritor também menciona que “eles nunca melhoram as coisas, no entanto. Novecentas e noventa e nove vezes em mil, eles pioram as coisas”. Em contraponto, ele diz que de vez em quando, eles conseguem realizar uma boa adaptação de um livro e quando isso acontece, é digno de aplausos.

Em seguida, ele dá o exemplo da nova versão de “Shogun”, que para ele, se enquadra na segunda opção, de uma adaptação bem sucedida.

“O novo SHOGUN é excelente. Melhor que a versão de Chamberlain, você pergunta? Hum, não sei. Não assisti a minissérie de 1980 desde, bem, 1980. Essa também foi ótima”, opina.

“Acho que o autor teria ficado satisfeito. Tanto os roteiristas antigos quanto os novos honraram o material original e nos deram ótimas adaptações, resistindo ao impulso de ‘torná-lo seu'”, menciona por fim.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X