Alagoana participa da maior batalha de rimas do Brasil e disputa prêmio de R$ 60 mil

Alice Gorete é de Maceió e começou a fazer rap improvisado ainda na infância; competição será neste sábado (30)

A paixão de Alice Gorete pelas palavras e pelas rimas improvisadas começou na infância, em Maceió, quando ainda nem sabia o que era rap freestyle. Agora, ela é um dos nomes alagoanos mais promissores do gênero e é uma das competidoras da Batalha da Aldeia, maior batalha de rimas do Brasil. A alagoana disputa um prêmio de R$ 60 mil, neste sábado (30), em São Paulo.

Ela celebra a participação no evento relembrando a própria história e conta que, apesar de o contexto das batalhas ser majoritariamente masculino, nunca se intimidou e não pretende parar. A primeira batalha de Alice, inclusive, ocorreu quando tinha apenas 11 anos.

“Foi com um amigo de infância. Lembro do meu amigo ter saído um pouco cabisbaixo quando batalhamos, mas, recentemente, quando o reencontrei, ele me disse que, na época, ficou um pouco bolado, mas que ali já percebia que eu fazia aquilo muito bem. Aos 14 anos, comecei a procurar batalhas de rima na internet, porém, só em 2017 é que fui à minha primeira batalha na rua, a Batalha Marginal”, relata.

Alice também escreve as próprias letras de rap desde os 13 anos.

Alice Gorete participa da Batalha da Aldeia - Foto: Reprodução

“Eu sempre me projetei nos palcos, desde muito nova. Meu primeiro contato com a arte foi fazendo uma música de freestyle para um cachorrinha que perdi na infância e eu não imaginava o que era freestyle, ou que eu estava fazendo música. Hoje, ver onde estou chegando com minha arte é muito gratificante, momentos como esse, para mim, representa que tenho um longo e bonito destino”, completa Alice.

A MC alagoana participa profissionalmente de batalhas há quase seis anos e já passou por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.

“Se você sente que é real, que esse é o seu caminho, não importa nada mais. Tem que ir atrás, por a mochila nas costas e fazer as oportunidades se multiplicarem. É gratificante ver todo o trajeto que já fiz pelo Brasil e isso me faz estar bem comigo mesma, trabalhando com o que eu amo”, finaliza a artista.

BATALHA DA ALDEIA

Competição deste sábado ocorre em trios; vencedores levam R$ 60 mil - Foto: Reprodução

A competição na qual Alice representa Alagoas é a Batalha da Aldeia, que está na sexta edição e se consolidou como a maior do Brasil em presença digital. Somente no YouTube, 3,7 milhões de inscritos acompanham as disputas, que são levadas muito a sério pelo público, jurados e competidores.

Neste sábado, 30 de julho, o evento ocorrerá em um octógono montado no bairro Barra Funda, em São Paulo. A batalha será de trios e o prêmio para os vencedores é de R$ 60 mil.

Além das competições, o evento terá show com Major RD.

Entre os MCs confirmados estão Kant (SP), Neo (RJ) e Prado; Guri, Magrão e Barreto; Thiago (SP), BMO (DF) e Jhony (RJ); Bask (SP), Apollo (SP) e Big Mike (SP); Dudu (ES), Jaya (BA) e Jotape (SP); Mcharles (CE), Nicolas Walter (RS) e Gomes (DF); Levinsk (SP), Mikezin (SP) e Xamuel (RS); WM (SP), Alice Gorete (AL) e Durap (SP).

BATALHA DE RAP

Batalha da aldeia é considerada a maior do Brasil - Foto: @PEDROFATORE

Batalha de rap, batalha de MCs ou clash é um tipo de evento em que os participantes (MCs) usam o rap improvisado para disputar a preferência do público. Normalmente, essas batalhas usam o estilo livre do rap, em que os competidores recebem motes e precisam improvisar ao vivo. Quem fizer os melhores versos, vence.

Acredita-se que a batalha de rap tenha começado na cena hip hop da Costa Leste dos Estados Unidos, no final dos anos 1980. No Brasil, as batalhas também são eventos aguardados pelos fãs do gênero, principalmente em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Minas Gerais.