Programa Formando Laços já abriu as portas da indústria para mais de 220 estudantes

Iniciativa da Braskem é uma oportunidade para ampliar o aprendizado e aproximar os estudantes dos processos de produção e inovações tecnológicas na indústria

Alinhar a teoria com a prática é essencial para o desenvolvimento de um futuro profissional. Esse é o objetivo do Programa Formando Laços, que, somente este ano, já abriu as portas da Braskem para a visita de mais de 220 estudantes, professores, profissionais, pesquisadores, comunidade, familiares e instituições governamentais e não governamentais, dentre outros.

“O Programa Formando Laços sempre foi muito procurado pelas instituições e, devido à pandemia, interrompemos a visitação por cerca de dois anos. Com a melhoria do cenário em 2022, estamos retomando essas agendas de forma periódica, tendo assim a oportunidade de compartilhar nossas experiências no trabalho e contribuir com a formação desses alunos, futuros profissionais”, destaca Hélcio Colodete, Diretor Industrial da Braskem em Alagoas.

Alunos de dois cursos técnicos (Integrado ao Ensino Médio e Subsequente em Química) do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), Campus Penedo, estiveram em Marechal Deodoro, na unidade de PVC, e puderam conhecer o parque industrial, e como funciona na prática os processos produtivos, o sistema de gestão e aspectos culturais da empresa, bem como nossos programas institucionais.

Segundo Elisângela Santos, coordenadora do Curso Superior em Química Industrial do IFAL, a iniciativa de abrir as portas da indústria para os estudantes é uma grande oportunidade para ampliar o aprendizado. “Os mais de 60 alunos foram divididos em três grupos e a última visita acontecerá em outubro. Eu queria que eles observassem uma empresa de grande porte e conhecessem os equipamentos que não temos no nosso Campus. O laboratório brilhou os olhinhos deles e se sentiram confortáveis para interagir e tirar as dúvidas”, contou.

Durante as visitas, os estudantes conheceram a área industrial, a sala de controle da unidade e o laboratório da PVC da Braskem, que possui tecnologia e equipamentos sofisticados que despertam o interesse dos alunos e professores. Foram apresentados como funcionam os processos produtivos e como a sustentabilidade e a inovação estão presentes na cadeia produtiva da petroquímica. Os alunos tiveram a oportunidade de esclarecer diversas dúvidas em relação à segurança e ao meio ambiente.

Para Amanda de Oliveira, aluna do IFAL, a experiência foi única. “A grandeza das instalações me chamou atenção. Aprendi mais sobre o processo de fabricação de materiais de consumo diário e entendi que esse método é algo mágico. Não imaginava a quantidade de análises e processos necessários até chegar ao consumidor final”, destacou a estudante.

Já o aluno Iury Vitório ficou mais curioso sobre o processo de fabricação do PVC. “Eu não sabia que o PVC ficava com textura tão fina. Pensava que já se apresentaria na forma final, como os produtos que vemos nas lojas”, descreveu ele.

Os visitantes também podem ir ao Cinturão Verde — Estação Ambiental da Braskem, conhecer o pátio de sal que está vindo do Chile, e à unidade da PVC em Marechal Deodoro. Para agendar uma visita, acesse o site www.braskem.com.br (menu contato).

*ASCOM