Covid-19: SAMU registra aumento de 63% no número de atendimentos em janeiro

Média já supera os dois últimos meses do ano passado; médico diz que a população deve continuar com medidas de prevenção

A nova onda de contaminações por Covid-19 fez com que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Alagoas registrasse um aumento de 63% no número de atendimentos pré-hospitalares para casos suspeitos ou confirmados da doença. O índice, de acordo com o Núcleo de Estatística do SAMU, é maior do que o registrado em dezembro e novembro do ano passado. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (25).

Até essa segunda (24), 229 atendimentos primários e transferências hospitalares foram realizados pelos socorristas em Alagoas. Como comparação, em todo o mês de dezembro, 104 pacientes com este quadro foram socorridos no Estado e 84 em novembro. Em todo o ano passado, 7.067 casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 foram atendidos pelo SAMU Alagoas, quase 20% a mais em relação a 2020, quando foram registrados 5.896 casos.

Para o médico Claubiano Moura, os dados mostram que toda a população deve continuar alerta para as medidas de prevenção. “A flexibilização do Plano de Distanciamento Social Controlado não significa que devemos relaxar nos cuidados. É necessário usar máscara, higienizar as mãos com frequência e evitar aglomerações”, explicou.

Quando acionar o Samu

O SAMU funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, e pode ser acionado através de ligação gratuita pelo número 192. Além de atender pacientes de casos suspeitos ou confirmados de covid-19, o serviço atua em ocorrências com vítimas de acidentes de trânsito, quedas da própria altura, ferimentos por arma branca e por arma de fogo, quedas, afogamentos e queimaduras.

O serviço também pode ser acionado para atender casos obstétricos, casos de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) e de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Por meio do telefone 192 também é possível solicitar assistência para pacientes em surto psiquiátrico.