Células com Covid podem explodir e piorar quadro, explica cientista

Descoberta é considerada importante, pois pode explicar como ocorre a tempestade de citocinas, reação exagerada do sistema imunológico

Cientistas do Royal Free Hospital, em Londres, afirmam que algumas células humanas infectadas pelo coronavírus podem explodir no organismo. O processo de morte celular, chamado de piroptose, pode explicar em parte porque o vírus causa danos em múltiplos órgãos.

De acordo com o hepatologista Gautam Mehta, do hospital inglês, oito em cada 10 pacientes hospitalizados com Covid-19 sofrem esta reação. A descoberta é considerada importante, pois pode explicar como é desencadeada a tempestade de citocinas, uma reação exagerada do sistema imunológico que provoca inflamações em diversos órgãos.

A pesquisa, publicada na revista Nature, foi uma colaboração entre Mehta e os pesquisadores da Harvard Medical School, nos Estados Unidos. Os cientistas analisaram amostras de sangue de 73 pacientes com 18 anos ou mais com sintomas relacionados à Covid-19, que adoeceram entre julho de 2020 e outubro de 2021.

A piroptose ou explosão das células libera partículas nocivas na corrente sanguínea, desencadeando a resposta inflamatória.

Um processo semelhante ao relatado pelos cientistas ocorre em pacientes com doença hepática grave. Quando as células do fígado explodem, elas liberam substâncias que são atacadas pelo sistema imunológico, o que leva à insuficiência hepática.

“A inflamação e a morte celular são fatores importantes na Covid grave, e nossa pesquisa mostra que a piroptose é frequentemente a culpada”, disse Mehta ao jornal Daily Mail.

Tratamento

A descoberta pode ajudar na criação de novos tratamentos para a doença. “Atualmente nossos tratamentos são voltados para o próprio vírus. Se pudermos direcionar o tratamento ao processo que causa o quadro grave, poderemos desenvolver um tratamento eficaz que funcione mesmo em pacientes para os quais as vacinas não são eficazes”, disse Mehta.