Brasil registra 8ª morte por Monkeypox e se torna país com mais óbitos

A oitava morte aconteceu em Minas Gerais. A vítima é um homem, de 33 anos, que tinha comorbidades, segundo a Secretaria de Saúde

O Brasil registrou a oitava morte por varíola dos macacos e se tornou o país com maior número de vítimas pela doença no atual cenário epidêmico.

Segundo o Ministério da Saúde, a oitava morte aconteceu em Minas Gerais. Dados apontam que o estado conta com 545 casos confirmados de Monkeypox e 355 suspeitos.

Segundo a Secretaria de Saúde de Minas Gerais, a vítima é um homem, de 33 anos, que residia no município de Divinópolis, mas estava internada em Belo Horizonte. O rapaz, que possuía comorbidades, faleceu no último sábado (22/10).

Até então, o Brasil tinha o maior número de mortes por varíola dos macacos fora da África. Naquele continente, a Nigéria listava sete mortes.

São Paulo é a unidade da Federação com maior número de casos confirmados: 4.014.

O boletim divulgado pelo Ministério da Saúde mostra que ao todo o Brasil tem 9.026 casos confirmados e 4.765 suspeitos.

Em número de casos confirmados da doença, o Brasil ocupa a segunda colocação, atrás apenas dos Estados Unidos, com 27.884 pessoas infectadas.

Informações dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos apontam que o país já registrou seis óbitos pela varíola do macaco. Os óbitos aconteceram em Chicago, Nova York, Nevada e Maryland.