Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Rottweiler passa por reconstrução facial após ser atacada por onça

Veterinário suspeita que um onça tenha sido autora dos ataques; a rottweiler apresentou ferimentos graves na face


				
					Rottweiler passa por reconstrução facial após ser atacada por onça
O pit-bull foi encontrado sem vida no local. Reprodução/ Arquivo Pessoal

São Paulo — Uma rottweiler, chamada de Nega, passou por uma cirurgia de reconstrução facial após ter sido supostamente atacada por uma onça parda no último dia 16 de junho, na área rural de Palmital, no interior de São Paulo. No ataque, um pit-bull foi morto.

Segundo o veterinário responsável pelo tratamento da rottweiler, Nivaldo Sedenho, o animal apresentou graves lesões no lado esquerdo da face. De acordo com ele, Nega estava com a pele facial descolada e na região do machucado havia incisões com “bordos lisos”, algo aparente em lesões causadas por cortantes.

Leia também

O pit-bull foi encontrado sem vida no local. Quando foi acionado, o veterinário recebeu imagens do animal que mostravam as lesões perfurantes que o cão apresentava no pescoço.

Ao analisar os ataques e também uma marca de garra presente em um tronco ao lado de onde os animais foram socorridos, Nivaldo Sedenho suspeita de que uma onça parda tenha sido a autora dos ferimentos.

Segundo ele, o felino estava em seu habitat caçando quando foi acuada pelos dois cachorros. Com isso, o animal teria se defendido e atacado os dois cães, que moram em uma propriedade rural na região.

O veterinário ainda alerta e diz que, apesar dos ataques, a onça também é uma vítima do ocorrido e precisa ser protegida e preservada.

A rottweiler Nega passou por uma cirurgia de reconstrução facial ainda no dia do ataque. Nivaldo Sedenho diz que o animal segue internado na clínica veterinária, mas que se recupera bem.

Leia a matéria completa em Metrópoles.com

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X