Polícia prende em Blumenau mais um suspeito de assalto a banco em Criciúma

Com a prisão do homem, subiu para 12 o número de presos por suposto envolvimento no roubo

A Polícia Militar prendeu na noite de sexta-feira (4) mais um suspeito de envolvimento no mega-assalto a um banco que levou terror a Criciúma, no Sul catarinense, ocorrido entre a noite de segunda-feira (30) e a madrugada de terça-feira (1°). A prisão ocorreu no bairro Vila Nova, em Blumenau, no Vale do Itajaí.
Equipes da polícia conseguiram obter informações de que um homem envolvido com o roubo estava hospedado em uma pousada no município para se esconder da atuação policial. Foi realizada a abordagem e prenderam o suspeito de pertencer a organização criminosa.
Com o homem, a polícia encontrou mais de R$ 26 mil em espécie, um carro recém-adquirido com valores também em espécie. Durante a ação foram apreendidos chips de celular, um caderno com anotações financeiras e dois celulares.
De acordo a polícia, os materiais apreendidos e outros elementos são indícios que o ligam ao maior assalto a banco de Santa Catarina. Com a prisão do suspeito, subiu para 12 o número de presos por suposto envolvimento no caso (Veja lista abaixo). A polícia já recuperou mais de R$ 1 milhão que teria sido roubado. O Banco do Brasil e as forças de segurança não repassaram o valor de quanto foi levado pela quadrilha.
Na noite de segunda-feira (30), cerca de 30 pessoas encapuzadas causaram terror na cidade ao roubar o cofre de uma agência do Banco do Brasil. Funcionários foram feitos reféns, vias foram bloqueadas e disparos com armas de grosso calibre foram efetuados. A ação criminosa durou até a madrugada de terça-feira (1º).
Um soldado da PM de 32 anos, que ficou ferido durante o confronto com os criminosos, segue internado neste sábado (5). Segundo a corporação, o quadro de saúde de Jeferson Luiz Esmeraldino é grave e inspira cuidados intensivos.
Prisões já realizadas
  • 1 homem encontrado em pousada de Blumenau, na noite de sexta-feira (4).
  • 2 pessoas (um casal) encontradas em Campinas (SP), na quinta-feira (3).
  • 2 homens encontrados em Gramado, na Serra do RS, na manhã de quinta (3).
  • 1 homem encontrado em uma casa na cidade de Três Cachoeiras (RS), na madrugada de quinta (3).
  • 2 homens encontrados em um viaduto da BR-116 em São Leopoldo (RS), na tarde de quarta (2).
  • 3 homens encontrados entre a divisa de Torres (RS) e Passo de Torres (SC), na tarde de quarta (2).
  • 1 mulher encontrada em uma casa em São Paulo (SP), na tarde de quarta (2).
  • Quadrilha assalta Banco do Brasil no Centro de Criciúma (SC)
O que se sabe do mega-assalto?
  • Cerca de 30 pessoas encapuzadas assaltaram uma agência do Banco do Brasil no Centro de Criciúma às 23h50 de segunda-feira (30). A ação durou 1 hora e 45 minutos.
  • Pessoas foram feitas reféns e cercadas por criminosos; houve bloqueios e barreiras para conter a chegada da polícia.
  • Um PM ficou ferido. Ninguém morreu. O PM precisou passar por três cirurgias e segue internado em estado grave.
  • Criminosos fugiram, e parte do dinheiro ficou espalhada pelas ruas. Valor levado e abandonado não foi informado.
  • Quatro moradores foram detidos após recolherem R$ 810 mil que ficaram jogados no chão devido a explosão durante o assalto.
  • Criminosos também deixaram 30 quilos de explosivos para trás. Polícia não sabe o total utilizado.
  • 10 carros usados no assalto foram apreendidos em um milharal de uma propriedade privada em Nova Veneza, a noroeste de Criciúma.
  • A PM acredita, baseada em manchas de sangue encontradas nesses veículos, que pelo menos dois criminosos tenham se ferido.
  • Em nota, o Banco do Brasil disse que funcionários não foram feridos, que não há previsão para reabertura da agência e que não informa "valores subtraídos durante ataque às suas dependências".