Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > BRASIL

Militares são afastados por alarme falso de evacuação no RS

Moradores foram orientados a evacuar um bairro em Canoas por um suposto rompimento do dique, que não aconteceu


				
					Militares são afastados por alarme falso de evacuação no RS
Imagem de drone mostra barco com voluntários buscando pessoas isoladas em casas em meio à enchente no bairro Mathias Velho em Canoas, Rio Grande do Sul (05/05/2024). REUTERS/Amanda Perobelli

Os militares do Exército Brasileiro que divulgaram um alarme falso de evacuação de um bairro em Canoas foram afastados de suas funções. Na noite do domingo, 26, moradores do bairro Mathias Velho foram orientados a evacuar a região devido a um suposto rompimento do dique, que não aconteceu.

Segundo o alarme falso, ao longo do domingo, os moradores teriam que sair de suas casas devido ao risco de inundação da região após um suposto rompimento do dique. Nas redes sociais, vídeos mostram moradores sendo alertados pelos militares e saindo de suas casas. A Prefeitura de Canoas desmentiu a informação pelas redes sociais, e o Exército emitiu uma nota para se retratar.

Leia também

"Militares que atuavam no Bairro Mathias Velho, souberam, sem confirmação, que um dique havia se rompido e imediatamente passaram a comunicar erradamente aos moradores da necessidade de evacuação das áreas consideradas em risco. O Exército Brasileiro esclarece que tal situação decorreu de um grave erro de procedimento", diz a nota, que continua pedindo desculpas pelo ocorrido.

O Exército informou ainda que os militares faziam parte da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, Grande Unidade subordinada à 5ª Divisão de Exército, e integravam a Operação Taquari 2, de apoio às ações de ajuda humanitária em Canoas.

A informação falsa será apurada em uma investigação para definir a origem e a causa da divulgação sem que ela fosse checada.

Leia a nota do Exército na íntegra a seguir.

"A 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, Grande Unidade subordinada à 5ª Divisão de Exército, informa que, na noite de domingo, 26 de maio de 2024, por volta das 18 horas, foi notificada de um incidente envolvendo tropas que integram a Operação Taquari 2 em apoio às ações de ajuda humanitária no município de Canoas.

Militares que atuavam no Bairro Mathias Velho, souberam, sem confirmação, que um dique havia se rompido e imediatamente passaram a comunicar erradamente aos moradores da necessidade de evacuação das áreas consideradas em risco.

O Exército Brasileiro esclarece que tal situação decorreu de um grave erro de procedimento. Medidas administrativas foram adotadas para apurar rigorosamente os fatos. Os militares diretamente envolvidos foram afastados de suas atividades durante o processo de investigação.

A 14ª Brigada de Infantaria Motorizada reitera seu compromisso com a população afetada pela catástrofe ambiental, em especial com os moradores de Canoas-RS e manifesta sua solidariedade a todos os moradores que foram erroneamente informados e pede sinceras desculpas pelo ocorrido".

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas