Itália proíbe voos do Brasil contra nova variante de vírus

Medida vale até 31 de janeiro; governo do Reino Unido também já fechou fronteiras com Brasil

O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, assinou uma portaria que bloqueia os voos do Brasil. Ele também proíbe a entrada de quem passou pelo país nos últimos 14 dias. A medida vale até 31 de janeiro. As informações são do jornal O Globo.
"Quem já está na Itália, vindo daquele território, é obrigado a fazer um teste entrando em contato com os departamentos de prevenção", escreveu o ministro no Facebook. "É vital que nossos cientistas possam estudar a nova variante em profundidade. Vamos escolher o caminho da máxima prudência".
Segundo a publicação, a variante do vírus Sars-CoV-2 denominado "P.1" é conhecida na Itália como "brasileira" e preocupa particularmente a comunidade científica. O governo do Reino Unido também já fechou as fronteiras ao Brasil.
A Itália registrou 475 mortes relacionadas ao coronavírus no sábado, contra 477 no dia anterior, disse o ministério da saúde, enquanto a contagem diária de novas infecções aumentou de 16.146 para 16.310.
O país teve até agora 81.800 mortes de Covid-19 desde que o vírus foi detectado pela primeira vez no país em fevereiro passado, tornando-se o segundo maior número de mortes na Europa e o sexto no mundo. O país também registrou mais de dois milhões de casos até o momento.
Pesquisadores no Brasil acreditam que a nova variante do coronavírus identificada no Amazonas pode estar por trás do caos vivido nos últimos dias em Manaus.