Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Governador quer pedir ajuda federal contra onda de violência no Ceará

Estado já registrou quatro chacinas desde o início de 2024


				
					Governador quer pedir ajuda federal contra onda de violência no Ceará
Governador quer pedir ajuda federal contra onda de violência no Ceará. Reprodução

O governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT), cogita pedir apoio ao governo federal após uma onda de violência tomar conta do estado, que já registrou quatro chacinas desde o início de 2024.

Em vídeo publicado no X, antigo Twitter, o governador petista disse estar acompanhando “com imensa indignação” os últimos crimes no Ceará. De acordo com Elmano, a onda de violência se intensificou após operações de combate ao crime no estado.

Leia também

“Com tempo em que me solidarizo com as famílias dessas vítimas, com o sofrimento pela qual passam neste momento, afirmo que esses ataques não intimidarão as forças de segurança do Ceará e as nossas instituições”, declarou o governador. “Se necessário, não hesitarei em solicitar apoio federal nessa missão”, disse.

Elmano disse que conversou com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, na manhã deste sábado (22/6), e relatou a situação no Ceará.

Onda de violência

Desde o começo do ano, a população do Ceará viu uma onda de violência se alastrar por diversas regiões do estado, que já registrou quatro chacinas nos municípios de Aracoiaba, Cascavel, Caucaia e Viçosa.

Nas mais recentes ações criminosas, oito pessoas morreram durante ataque em uma praça na madrugada de quinta-feira (20/6) em Viçosa, interior do estado. Segundo o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Roberto Sá, as autoridades acreditam que o crime está ligado ao tráfico de drogas.

Já na noite dessa sexta-feira (21/6), um tiroteio deixou oito crianças e adolescentes feridos, além de duas pessoas mortas no bairro Barroso, em Fortaleza.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X