Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > ARAPIRACA E REGIÃO

Novos juízes conhecem atuação do Juizado da Mulher de Arapiraca

Magistrados visitaram o Juizado da Mulher de Arapiraca e o Presídio do Agreste nesta quinta-feira (22)

O Poder Judiciário de Alagoas divulgou, nesta quinta-feira (22), a visita realizada pelos novos juízes do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) ao Juizado da Mulher, localizado na cidade de Arapiraca, no Agreste. Os magistrados conheceram a estrutura da unidade, a atuação da equipe multidisciplinar e o trabalho da Patrulha Maria da Penha.

O momento fez parte do curso de formação promovido pela Escola da Magistratura de Alagoas (Esmal) e que está previsto para terminar no início de abril.

O juiz Robério Monteiro afirmou que os juízes devem se manter atentos aos processos envolvendo violência doméstica. "O Juizado de Violência Doméstica de Arapiraca é um modelo para o estado, tanto na parte física, quanto na capacitação dos servidores. É importante para a gente, que agora entra na carreira, conhecer as estruturas do interior e tentar replicar isso nas unidades que a gente vai assumir", disse.

Ele ainda disse que, atualmente, há uma política voltada para que as soluções desses casos sejam mais rápidas e de proteção para as mulheres e suas famílias.

A juíza Eliana Machado, da Coordenadoria da Mulher do TJ/AL, destacou que os novos juízes devem olhar para as vítimas de violência doméstica com "lentes de gênero". "Devem saber que elas estão vulnerabilizadas por vários marcadores, como pobreza, falta de instrução, entre outros. Quanto mais negativos os marcadores, mais vulneráveis essas mulheres se encontram."

Artigos Relacionados

Os juízes conheceram o Presídio do Agreste, em Girau do Ponciano
Os juízes conheceram o Presídio do Agreste, em Girau do Ponciano | Foto: Caio Loureiro

Presídio do Agreste

Os novos juízes substitutos visitaram o Presídio do Agreste, que funciona em regime de cogestão. Atualmente, 960 detentos se encontram na unidade, localizada em Girau do Ponciano.

Os magistrados conheceram os módulos, as salas de monitoramento e de audiências virtuais, além da biblioteca. Também ouviram as demandas de presos.

Na quarta (21), eles estiveram em unidades do sistema prisional em Maceió. "Eu nunca tinha visitado o sistema prisional de estado nenhum. É importante ter esse contato mais próximo, saber as necessidades dos presos e descobrir como estão organizados", disse a magistrada Viviane Coutinho.

As visitas foram acompanhadas pelo juiz Alexandre Machado, da Vara de Execuções Penais.

*com informações da assessoria.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas