Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Summit discute mobilidade e segurança viária com servidores do Detran

Painel apresentou soluções e desafios para proteger vidas no trânsito


				
					Summit discute mobilidade e segurança viária com servidores do Detran
2º painel reuniu autoridades em educação no Trânsito de Alagoas e do Paraná. Felipe Sóstenes

O painel sobre mobilidade e segurança viária no Gazeta Summit reuniu autoridades em educação no trânsito de Alagoas e do Paraná, na tarde desta segunda-feira (17), e apresentou dados impressionantes de violência no trânsito. A cada ano, são 1,3 milhão de mortes e 50 milhões de feridos em sinistros no mundo inteiro.

O debate reuniu o doutor em urbanismo e chefe de segurança no Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Alagoas, Renan Silva; Antonio Monteiro, responsável pela Educação no Trânsito no Detran/AL; e Marcel Cabral, do Detran Paraná. O painel foi mediado pelo secretário nacional de Trânsito, Adrualdo Catão.

Leia também

Renan abriu a discussão fazendo alusão à proteção da vida da filha, por entender que o trânsito precisa ser estudado e planejado de modo a garantir a segurança de todos. E citou um dado que precisa ser levado em consideração neste planejamento: quase 40% dos deslocamentos das pessoas são realizados a pé e de bicicleta, feitos não por escolha, mas por necessidade.

“Mobilidade não é somente trânsito, mas envolve um universo de oportunidades e discussões sobre transporte, uso do solo e trânsito. Precisa-se ter qualidade no sistema para que as pessoas se distribuam entre as variáveis disponíveis. O foco precisa ser o transporte coletivo e que apresente benefícios para a sociedade”, explicou.

Segundo ele, um grande desafio dos gestores é criar uma cidade caminhável, que eleva em 70% o número de empregos a partir do investimento em transporte público.

Marcel Cabral elogiou o evento promovido pela Gazeta e reforçou a necessidade de se debater temas ligados à mobilidade urbana e, especificamente, a segurança no trânsito e a redução dos riscos. Ele defendeu um volume maior de investimentos em segurança viária, com sinalização eficiente e a ampliação da malha cicloviária nas cidades, como alternativas seguras para proteção dos usuários do trânsito.

Já Antônio Monteiro destacou a frota de motos, mencionando que, somente em 2022, 618 pessoas perderam a vida em Alagoas em acidentes com esses veículos. Desse total, 238 motociclistas estavam sem habilitação, representando 38% do total de óbitos. Ele revelou que a frota de Alagoas tem 400 mil motos, bem diferente das 4 mil que circulavam na cidade na década de 1990.

Monteiro fez uma defesa contundente do transporte ativo, ressaltando os avanços de Maceió neste sentido (com o aumento da malha cicloviária), mas cobrou investimentos maiores para alcançar maior número de habitantes.

Ele revelou que apenas 18 dos 102 municípios estão ligados ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT) e mostrou que, dos 30 municípios com maiores registros de mortes no trânsito, 17 não possuem órgãos específicos de trânsito.

CONFIRA AS FOTOS DO GAZETA SUMMIT.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X