Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > ALAGOAS

Mortes com suspeita de dengue mais que dobram em AL em uma semana

Um bebê de sete meses, que morava em Murici, na Zona da Mata alagoana, morreu com suspeitas da doença


				
					Mortes com suspeita de dengue mais que dobram em AL em uma semana
De acordo com a Sesau, atualmente há cinco mortes, em decorrência da dengue.. Reprodução/MPAL

Em uma semana, mais que dobrou o número de mortes com suspeitas de dengue em Alagoas, saltando de seis para 15 no último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), nesta quinta-feira (13).

Nessa quarta-feira (12), um bebê de sete meses, que morava em Murici, na Zona da Mata alagoana, morreu com suspeitas da doença. Ele completaria oito meses na próxima semana.

Leia também

A criança se chamava Pedro miguel. A família disse à TV Gazeta que o menino começou a sentir febre no início do mês. A mãe da criança o levou para o hospital, onde foi medicado e, em seguida, levado para casa.

No entanto, ele continuou tendo os mesmos sintomas. Depois de uma consulta na cidade, nessa quarta, a família foi orientada que podia ser a dengue.

A criança foi encaminhada para um hospital em União dos Palmares, mas já chegou em estado grave. O menino não resistiu. O velório dele ocorreu nesta quinta-feira (13).

Outra morte suspeita é da jovem Bianca Leão, que morreu em Arapiraca, aos 25 anos. Esses dois óbitos ainda não foram contabilizados no último boletim da Sesau.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Murici, a cidade tem 33 casos suspeitos de dengue.

As 15 mortes suspeitas em Alagoas atualmente estão sendo investigadas nas cidades de São José da Laje, União dos Palmares, Viçosa, Poço das Trincheiras, Craíbas, Porto Calvo, Porto de Pedras, Rio Largo, Atalaia, Barra de São Miguel, Boca da Mata, Teotônio Vilela e Piaçabuçu, com uma morte cada e Maceió com dois óbitos.

De acordo com a Sesau, atualmente há cinco mortes, em decorrência da dengue, confirmadas em Alagoas nas cidades de Viçosa, Porto de Pedras, Atalaia, Maceió e Rio Largo.

De janeiro a junho de 2024 foram registrados 6.409 casos de dengue confirmados, quase o triplo de casos em comparação ao mesmo período do ano passado, que contabilizou 2.311.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X